Pesquisar este blog

Carregando...

04/12/2010

Aruanã prata em aquário:


A seguir vou enumerar algumas dicas sobre os cuidados que devem ser levados em consideração para se criar uma aruanã prata em aquário.

Espécie:

Osteoglossum bicirrhosum

O aquário:

As dimensões mínimas do aquário para a criação de uma aruanã prata é:

Largura:

Mesmo a aruanã prata sendo um peixe que chega a 100cm de comprimento a largura de 60cm no aquário é suficiente pois trata-se de um peixe muito flexível, mas em hipótese alguma a largura pode ser menor do que isso.

Comprimento:

Como o aruanã prata é um peixe muito ativo e que sempre esta em movimento, o comprimento deve ser de no mínimo 150cm.

Altura:

Embora a aruanã prata seja um peixe de superfície, a altura do aquário deve ser de no mínimo 60cm, pois elas costumam não tolerar outros peixes que ocupem a mesma faixa do aquário o qual elas vivem.

Tampa do aquário:

É muito importante o uso da tampa pois as aruanãs prata podem saltar mais de 2 metros, isso significa que a força do impacto na tampa será forte no caso de um salto, então faça uso de uma tampa especial com trilho ou algo forte o suficiente.

Iluminação:

Fraca, apenas o suficiente se ver os peixes.

Decoração:

Qualquer uma, inclusive plantas, apenas não ocupe a área de nado da aruanã.

Água:

A temperatura da água deve ser de 25° a 28° Celsius, e o pH deve ficar entre 6.0 e 7.4, nunca variando de forma brusca estes parâmetros.

Filtragem:

Como todo peixe jumbo, deve-se dar uma atenção extra na questão da filtragem. Utilize uma boa filtragem mecânica, química e principalmente biológica, pois o teor de amônia e nitrito deve sempre estar em 0ppm.

Manutenção do aquário:

A manutenção deve ser constante, com troca parcial de água de 20% do volume total do aquário uma vez por semana, a água a ser adicionada deve ser tratada com o uso de condicionador e com o pH e temperatura nos mesmos parâmetros do aquário.

O substrato deve ser aspirado com frequencia e o resto de alimentação recolhido sempre.

Alimentação:

A aruanã prata é um peixe que não tem frescura na hora de se alimentar, então pode-se fazer o uso de peixes vivos, filé de peixe, filé de frango, coração de boi, roedores, insetos, larvas ou mesmo rações especiais.

Territorialidade:

As aruanãs prata não costumam suportar indivíduos da mesma espécie em aquários, salvo se o aquário for de proporções gigantes.

Companheiros de aquário:

Como o aruanã prata é um grande predador, não coloque peixes com o tamanho muito inferior, pois fatalmente eles irão virar alimento.

Para os demais peixes que vão dividir o aquário com a aruanã prata, ela só costuma causar problemas com aqueles que dividem a mesma faixa de nado dela.

Distinção de sexo:

Não conhecido, embora a literatura indique que as nadadeira anal do macho é mais larga que da fêmea.

Doenças:

A aruanã prata assim como os demais primitivos, não toleram alguns tipos de medicamentos, sendo assim, em caso de suspeita de alguma enfermidade procure em fóruns de discussão por um tratamento adequado.

Conclusão:

A aruanã prata é um peixe fascinante, porém para se ter um exemplar desta espécie deve-se ter um aquário especial pois elas crescem muito e com muita rapidez.

O aquário deve também ser a prova de saltos, pois muitos aquaristas já perderam suas aruanãs por conta disto.

Estas dicas podem ser aplicadas para a maioria das espécies de aruanãs, porém a agressividade varia de espécie para espécie e isso deve ser levado em consideração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário